quinta-feira, 7 de novembro de 2013

"Mais Médicos" derrota os tucanos

Por Altamiro Borges

Pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgada nesta quinta-feira, indica que o PSDB pode colher péssimos resultados por sua oposição raivosa, elitista e oportunista ao programa "Mais Médicos". Segundo a sondagem, o apoio da sociedade à corajosa iniciativa do governo Dilma cresceu nos últimos meses e chega a 84,3%. Na pesquisa anterior, de setembro, o percentual dos que apoiavam o "Mais Médicos" era 73,9% - em julho, era de 49,7%. Atualmente, apenas 12,8% dos entrevistados não apoiam o programa do governo federal.

Quando a presidenta Dilma anunciou a medida, ainda sob o impacto dos protestos de rua, os tucanos e mídia privatista fizeram de tudo para incendiar a rejeição ao programa. Eles apoiaram as entidades médicas que, por motivo corporativos, criticaram a iniciativa. Vários senadores tucanos esbravejaram contra o "Mais Médicos" - em cenas deploráveis que estão gravadas. A população, porém, não caiu no discurso elitista e eleitoreiro. Como indica a mesma pesquisa da CNT, a questão da saúde pública é vista como um grave problema pela sociedade - 87,4% avaliam que o setor precisa de melhorias.

Nem mesmo a retórica xenófoba e racista dos setores mais reacionários conseguiu iludir a sociedade. Ainda de acordo com a pesquisa CNT, 66,8% dos consultados acreditam que os médicos estrangeiros estão capacitados para atender à população brasileira. Lançado em 8 de julho, o programa visa levar médicos – brasileiros e estrangeiros – a regiões mais carentes e com déficit de profissionais da saúde. Segundo o Ministério da Saúde, 2.167 médicos estrangeiros desembarcaram no Brasil em outubro e se somaram a outros 1.499 profissionais no atendimento a 13 milhões de brasileiros.

Diante dos êxitos, a oposição tucana e sua mídia farão de tudo agora para desqualificar o programa, apontando falhas pontuais e localizadas. Já os mais espertos - e por falta de oportunidade não faltam oportunistas neste mundo - tentarão pegar carona no "Mais Médicos". José Serra, o eterno candidato, inclusive já afirma que sempre apoiou o programa do governo Dilma. Só falta dizer que é criação sua - como já fez com outros programas de sucesso.

*****

Leia também:

- Mais Médicos despiu a elite e a mídia

- Mais Médicos e as mentiras da Folha

- Mais Médicos alarma mídia e oposição

- A presidenta e o médico cubano

2 comentários:

xiru pitanga disse...

Não lembro, mas o Serra tem comentado que quando ministro, viajou a Cuba, a propósito, também viajei.
Mas que vale é a realização, boas intenções são só intenções, e esta ação já realizada deu ao mundo um momento histórico para o aprimoramento social, a partir da redução das desigualdades, de desumanidades. É uma guerra, com bandidos e mocinhos.
Não deve ser plataforma de campanha eleitoral, mas plataforma para uma campanha de entendimento que, "problema na sociedade é problema da sociedade". Esta ação diz ao mundo que somos um país solidário com os nossos. Vitória é do povo.

RLocatelli Digital disse...

Os tucanos sempre escondem suas opiniões a favor de recessão, desemprego, estado mínimo e justiça social mais mínima ainda. Quando não escondem - como no caso do Mais Médicos - é desastre eleitoral.