sábado, 30 de março de 2013

O blog Viomundo não pode acabar

http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br
Por Altamiro Borges

Em artigo postado no final da noite de ontem (29), o jornalista Luiz Carlos Azenha anuncia que fechará o seu blog Viomundo. A decisão foi tomada a partir da “sentença da Justiça carioca que me condenou a pagar 30 mil reais ao diretor de Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel, supostamente por mover contra ele uma ‘campanha difamatória’ em 28 posts do Viomundo, todos ligados a críticas políticas que fiz a Kamel em circunstâncias diretamente relacionadas à campanha presidencial de 2006, quando eu era repórter da TV Globo”.

O texto relata várias das aberrações cometidas pelo “senhor das trevas” da TV Globo, um censor truculento e medieval (leia aqui). Ao final, Azenha informa aos seus leitores:

*****

Apesar das mentiras, ilações e tentativas de assassinato de caráter, perpetradas pelo jornal O Globo e colunistas associados de Veja, friso: sempre vivi de meu salário. Este site sempre foi mantido graças a meu próprio salário de jornalista-trabalhador.

O objetivo do Viomundo sempre foi o de defender o interesse público e os movimentos sociais, sub-representados na mídia corporativa. Declaramos oficialmente: não recebemos patrocínio de governos ou empresas públicas ou estatais, ao contrário da Folha, de O Globo ou do Estadão. Nem do governo federal, nem de governos estaduais ou municipais.

Porém, para tudo existe um limite. A ação que me foi movida pela TV Globo (nominalmente por Ali Kamel) me custou R$ 30 mil reais em honorários advocatícios.

Fora o que eventualmente terei de gastar para derrotá-la. Agora, pensem comigo: qual é o limite das Organizações Globo para gastar com advogados?

O objetivo da emissora, ainda que por vias tortas, é claro: intimidar e calar aqueles que são capazes de desvendar o que se passa nos bastidores dela, justamente por terem fontes e conhecimento das engrenagens globais.

Sou arrimo de família: sustento mãe, irmão, ajudo irmã, filhas e mantenho este site graças a dinheiro de meu próprio bolso e da valiosa colaboração gratuita de milhares de leitores.

Cheguei ao extremo de meu limite financeiro, o que obviamente não é o caso das Organizações Globo, que concentram pelo menos 50% de todas as verbas publicitárias do Brasil, com o equivalente poder político, midiático e lobístico.

Durante a ditadura militar, implantada com o apoio das Organizações Globo, da Folha e do Estadão - entre outros que teriam se beneficiado do regime de força - houve uma forte tentativa de sufocar os meios alternativos de informação, dentre os quais destaco os jornais Movimento e Pasquim.

Hoje, através da judicialização de debate político, de um confronto que leva para a Justiça uma disputa entre desiguais, estamos fadados ao sufoco lento e gradual.

E, por mais que isso me doa profundamente no coração e na alma, devo admitir que perdemos. Não no campo político, mas no financeiro. Perdi. Ali Kamel e a Globo venceram. Calaram, pelo bolso, o Viomundo.

Estou certo de que meus queridíssimos leitores e apoiadores encontrarão alternativas à altura. O certo é que as Organizações Globo, uma das maiores empresas de jornalismo do mundo, nominalmente representadas aqui por Ali Kamel, mais uma vez impuseram seu monopólio informativo ao Brasil.

Eu os vejo por aí.

*****

O anúncio do fim do Viomundo gerou uma onda de indignação nas redes sociais. Os internautas manifestam solidariedade a Luiz Carlos Azenha e criticam a ditadura da TV Globo. Todos pedem para que o blog resista, não feche, e se predispõem a ajudar. A decisão sobre o futuro do Viomundo cabe ao amigo Azenha, alvo de tantas perseguições e dificuldades. Ele é um dos jornalistas mais competentes e corajosos deste país. Seu blog é hoje uma referência para a blogosfera brasileira, por seu conteúdo e qualidade.

Mas o amigo Azenha sabe que não está sozinho nesta empreitada. A blogosfera progressista, que já realizou três encontros nacionais e um fórum internacional, não ficará passiva diante de mais este atentando à liberdade de expressão. No fim de janeiro, numa reunião no Centro de Estudos Barão de Itararé, blogueiros e jornalistas discutiram o que fazer diante de outro processo judicial – contra Rodrigo Vianna. Várias ideias foram apresentadas e algumas delas, dentro das nossas limitações, já foram encaminhadas.

Agora é preciso reforçar a mobilização em defesa da blogosfera e da verdadeira liberdade de expressão – que não se confunde com a liberdade dos monopólios midiáticos. Na próxima terça-feira haverá uma nova reunião para tratar do tema. Todos os interessados estão convidados. Entre as várias propostas em defesa do Viomundo e da blogosfera progressista, destaco:

1- Acionar os movimentos sociais, as forças democráticas e os parlamentares comprometidos com a liberdade de expressão para que se solidarizem de imediato com o jornalista Luiz Carlos Azenha e rechacem mais esta onda ditatorial, de judicialização da censura, da TV Globo. Vários deputados e senadores foram contatados por ocasião do processo contra Rodrigo Vianna. Agora é a hora de protestar;

2- Campanha de coleta de fundos, via internet, para ajudar os blogueiros processados. Não vamos deixar que os seus blogs sejam asfixiados financeiramente pelos monopólios midiáticos e os poderosos de plantão;

3- Realização de protestos em vários estados por ocasião do aniversário da TV Globo, em 26 de abril. Vamos denunciar a postura autoritária do império global. Vamos exigir a verdadeira liberdade de expressão!

4- Acionar o relator especial da ONU para a liberdade de expressão, Frank de la Rue, e outras instâncias internacionais para denunciar a onda de judicialização da censura no Brasil;

5- Reforçar a pressão sobre o governo Dilma, que continua alimentando cobras – com milhões de anúncios publicitários aos velhos impérios da comunicação – e sufocando a mídia alternativa. Esta postura covarde, “técnica”, castra a diversidade e a pluralidade informativas e coloca em risco a própria democracia.

4 comentários:

Anônimo disse...

Caro Miro , como sugestão para esta reunião , talvez seja interessante a elaboração de uma pauta mais ampla , no sentido de que sejam adotadas medidas permanentes quanto a todo esse processo de judicialização da informação ,como forma de censura.Por exemplo a constituição de um grupo de advogados ,com experiência , que estaria disposto a colaborar com a causa.Penso que daqui para frente , com esse judiciário que temos e com a importância das eleições de 2014 , a briga será feia.A pressão será redobrada caso derrubem o Azenha .A Blogosfera Progressista é peça fundamental nesse processo de transformação.Não só o Viomundo não pode cair,como haverá o fortalecimento de todos.Vejo o momento como decisivo.Acredito que será surpreendente o número de pessoas dispostas a colaborar.

Anônimo disse...

#MORDAÇAnãoVIOMUNDOsim
vai ter um twittaço contra o fechamento do viomundo e contra a censura da globo.

RLocatelli Digital disse...

Fundamental comparecer a essa reunião para nos organizarmos. Não estou nem preocupado com as eleições de 2014, mas sim com o golpe de estado de 2013.

INCONFIDENTES GUARUJÁ disse...

Bem todos solidários com o Azenha, mas longe dos problemas com a poderosa Rede Globo, em centenas de municípios como o Guarujá, um dos mais corruptos do pais, onde a Prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB), nomeou o marido em cargo comissionados.

Após resistir durante 4 anos heroicamente há mais de 23 processos Criminais, Cíveis, Eleitorais, na última sexta-feira (05), fui surpreendido com PENA MÁXIMA de um Juiz da 3ª Vara Cível a pagar a Prefeita de Guarujá a bagatela de 50 Salários Mínimos mais 15% de Honorários Advocatícios. Por que a pena máxima? Simples, porque nossos Blogs tem grande repercussão, na sentença do Juizão!

Mas e nossas representações na justiça e no Ministério Público sobre a compra de uma Escola Particular, lavrada em um Cartório do interior do Paraná,onde o proprietário assinou uma procuração em 2011, mas havia falecido em 1973? Nada acontece, visite a matéria em http://tiradentesguaru.wordpress.com/2012/07/08/20541/.

Bem os processos são normais, o que não é normal é uma Condenação Máxima numa cidade onde a UNAERP - Universidade de Ribeirão Preto, utiliza um grande prédio público em permuta com Bolsas de Estudos a Prefeitura, mas a herdeira e proprietária é a Secretária de Educação Priscila Bonini, a responsável em fiscalizar a própria faculdade, com mais um detalhe: "Promotores e Juízes da Comarca de Guarujá ministram aulas na Universidade da Secretária de Educação", a mesma que desaparece com mais de 320 Milhões em recursos da Educação que deveriam vir as crianças de Guarujá, mas são utilizados para compras absurdas.

Isso é a ponta do Iceberg, agora os 40 mil vão ficar para mais um Blogueiro que denuncia diariamente o roubo do dinheiro público pagar, enquanto Promotores e Juízes desfilam em carros e lanchas importadas pelas praias da Ilha de Santo Amaro, outrora conhecida como Pérola do Atlântico.